• Português
  • Inglês

Sobre Nós

A Repraçores, empresa criada há 33 anos, tem por objetivo a representação, armazenagem e distribuição de produtos de marcas reconhecidas a nível nacional e internacional nos Açores. O seu fundador, ao trazer para o mercado Açoriano marcas líderes, fez com que se passasse a ter acesso a produtos de grande prestígio, liderança e qualidade, disponíveis para toda a população.

A primeira marca a ser representada pela Repraçores foi a multinacional americana Scott Papper, líder mundial em papéis de grande consumo. Seguindo-se a Arbora, também internacional, fabricante e líder mundial em fraldas e pensos higiénicos. Em terceiro lugar, a Compal, líder nacional de sumos de fruta que, anos mais tarde, fundiu-se com a Sumol.

Segue-se a marca United Biscuits, líder mundial em bolachas, sendo, mais tarde, adquirida pela Kraft, empresa Americana, levando a um aumento do seu leque de produtos. Após uma mudança de nome, está é conhecida, nos dias de hoje, como Mondelez.

Fruto de bom trabalho e reconhecimento, a Repraçores continua a representar cada vez mais marcas, entre as quais, Vileda, Panrico, diversas herdades vinícolas e, mais recentemente, a Danone, líder mundial em iogurtes.

Assim começou e assim vai crescendo, fruto de muita dedicação e cooperação por parte de todos os seus colaboradores e parceiros.

O nome Repraçores inclui, também, um lema aquando da sua criação: “Representações para os Açores”.

A nossa missão é contribuir para o crescimento dos Açores, proporcionando produtos de prestígio e elevada qualidade a todos os Açorianos.

Cronologia

Factos Históricos e Dados

1988

Nasce a Repraçores Lda, fruto da ideia, ambição de um jovem, de criar uma Empresa que trouxesse para os Açores marcas de grande consumo nacional e internacional não existentes neste Arquipélago, que fossem uma mais valia para os consumidores, com destaques de qualidade, inovação e imagem, com perspectivas de criação de valor acrescentado. Assim começa a sua actividade num pequeno escritório na Calheta com um administrativo, um distribuidor com viatura e uma garagem que serviu de armazém.

O sócio fundador (Tomás Mesquita) possuidor de alguma experiência profissional e reconhecendo as necessidades eminentes, introduz uma Representação no Mercado Açoriano, a multinacional SCOTT, Companhia que comercializava papel higiénico, rolos cozinha e guardanapos da marca Scottex.

A Marca tinha acabado de entrar no mercado nacional, sendo uma patente Americana com grande prestígio e qualidade, facilmente foi aceite pelos consumidores Açorianos. Chega á liderança nos Açores no ano de 1990/1 ou seja, num curto espaço de pouco mais de dois anos, fruto do trabalho persistente e qualificado, conquistou a preferência dos consumidores.
1991

A companhia Arbora, proprietária das marcas Dodot, Evax, e distribuidora da Tampax, líder no mercado Ibérico e Mundial, que até então era distribuída em Portugal por uma empresa Nacional, decide vir directamente para Portugal. A Repraçores é escolhida como parceiro estratégico para o mercado dos Açores. Implementando dinâmicas já então lhe reconhecidas, em breve também consegue nesta Representada a liderança em alguns segmentos.

No mesmo ano com a representação destas duas Marcas de Multinacionais e com o crescimento iminente das mesmas, surge a colaboração de um novo elemento, Hélder Silva, que devido à grande amizade existente entre ambos e também das suas qualidades profissionais, é aliciado pelo sócio fundador para ser seu parceiro (sócio) na Repraçores. Devido ao reduzido espaço de escritório, mudam de instalações para o centro da cidade (Rua Dr. João Francisco de Sousa).
1992

A Repraçores passa a ser gerida pelos dois sócios e amigos. Também nesse ano efectiva a compra do seu primeiro armazém, no Paim em Ponta Delgada. Solidificam-se lideranças conquistadas.
1993

O Administrador da Companhia Compal, Dr. António Pires de Lima, por reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela Repraçores, aquando Administrador Geral em Portugal da SCOTT e pelos laços de amizade, entretanto criada com o seu Sócio-Fundador, convida-a para ser representante para os Açores dos produtos da Companhia Compal. Duplo desafio pelo compromisso pessoal do convite e comercial de representar uma grande Empresa Nacional. A Repraçores volta a corresponder com o profissionalismo e competência, impondo aqui também a marca no segmento de Sumos e Vegetais, onde a liderança se torna evidente e as inovações são uma constante.

Face às necessidades do crescimento e armazenamento adquire por aluguer dois novos armazéns em S.Miguel.
1995

A Repraçores é convidada pela multinacional Sara Lee, proprietária das marcas Ambipur, Sanex e Dum-Dum, para ser o representante destas marcas nos Açores, fruto da experiência adquirida e do excelente trabalho até então realizado.

Aproveitando o conhecimento do mercado de papéis de consumo, pela venda internacional da Scott, estabelecem parceria com a Empresa Pampilar -Papéis de Portugal. Marca que continua com crescimentos significativos no mercado Açores.

Diversificam ainda o seu portfólio, ao estabelecerem negócio e parceria com mais uma empresa nacional de prestígio do ramo alimentar, a Condialimentar. Também nesta, aproveitando o know-how desenvolvido no mercado Açores, consegue posições muito interessantes no negócio das especiarias e afins.
1997

Por um crescimento sustentado e para uma melhor abrangência e acompanhamento ao mercado Regional, a Repraçores decide investir na ilha Terceira, abrindo um novo armazém/entreposto, onde actualmente tem 6 colaboradores, que dão cobertura e apoio à comercialização e distribuição das suas Representadas para todo do Grupo Central do Arquipélago.
1998

A empresa Nabisco (mais tarde UBI), líder no mercado de bolachas e proprietária das marcas Oreo, Artiache, Triunfo, Royal e Boca Doce, elege a Repraçores como parceiro de negócio ideal para desenvolver suas marcas nos Açores. Num curto espaço de tempo, lidera alguns segmentos do mercado Açoriano, com marcas em crescimento contínuo, implementa conceitos inovadores e novos métodos de trabalho.

Passa a Repraçores a dispor em S.Miguel de 1 escritório e 3 armazéns, devido á sua dispersão torna a operação pouco funcional e com custos acrescidos de operação.

Os sócios optam por investir e adquirem um terreno em Ponta Delgada, com o objectivo de edificarem de raiz, escritórios e armazém, centralizando assim toda a sua actividade na Ilha(S.Miguel).
1999

Ano de construção das novas instalações, ficando concluída no final desde mesmo ano.
2000

Início da operação nas novas instalações.
2001 - 2006

Período de reestruturação da empresa tanto na área de recursos humanos, através do recrutamento de quadro superiores e médios qualificados, bem como na eficiência de cobertura do mercado, através Clientes-Estratégico, parceiros em todas as restantes Ilhas do Arquipélago. Estabelecem pontes marítimas com os mesmos, de forma a simplificar e alocar os produtos das suas Representadas em entregas directas constantes. Continuando esta estratégia comercial a ter performances de crescimentos contínuos e sustentados.
2007

A Multinacional Kraft Foods, Companhia líder no mercado internacional de chocolates pelas marcas Milka, Toblerone e Côte D’or compra a companhia Ubi.
2008 - 2010

- Em Março de 2008 o Grupo Sumol chega a acordo com a CGD, para aquisição da empresa Compal S.A., dando origem á empresa Sumol+Compal S.A.
Assim, a fusão de dois lideres de mercado no segmento de bebidas não alcoólicas, uma nos néctares e outra nos sumos com gás, tornando-se assim na maior empresa nacional de bebidas não alcoólicas e a única cotada em bolsa.
O processo de fusão e de reestruturação das duas empresa ficou concluído em finais de 2009, ficando a Repraçores, lda., a partir de Junho de 2010 a ser representante para os Açores das marcas comercializadas pelo grupo Sumol: Sumol, Pepsi, Seven up, Lipton e água Serra da Estrela.

Face ao incremento do seu portefólio a Repraçores em 2010 procede á ampliação do seu armazém na ilha da Terceira, duplicando a sua área de armazenagem, e aluga um armazém no parque industrial do Cabouco. Assim na Ilha de S.Miguel procede á divisão em duas áreas de negócio, dando assim o primeiro passo previsto no seu Plano Estratégico de Negócio, uma área de negócio, alimentar (bebidas e produtos alimentares), ficando estas nas instalações da sede, e outra que inclui os produtos não alimentares (produtos de limpeza e de higiene pessoal), esta transferida para as instalações do armazém do Cabouco.
2011 - 2012

Período marcado pelo início do negócio no segmento das bebidas alcoólicas. Em 2011 a Repraçores, lda., fica com a representação de vinhos para os Açores da Companhia Quintas, actualmente "Portuvinus", com as suas prestigiadas marcas de vinhos: Portas da Herdade, Pancas, Fronteira, Quinta do Cardo, Herdade da Farizoa, etc.

Em Setembro de 2012 a Repraçores procede alteração da sua forma jurídica da sociedade, passando a sociedade anónima - Repraçores - Comércio e Representações, S.A.
2013

A Repraçores, lda. passa a ser também representante para os Açores da companhia Herdade do Rocim detentora das seguintes marcas de vinhos: Rocim, Olho de Mocho, Vale da Mata, entre outras.
2014

Em Setembro de 2014 a Repraçores , S.A. adquire a totalidade das quotas do Capital Social empresa Repdistri - Representações, Lda., que inclui no seu portefólio os Cafés " Nicola" e todo a gama de produtos da empresa Panrico.
2015

Em Janeiro de 2015 a Repraçores, S.A.,adquire o negócio de distribuição das Empresas Açoral, Lda. e da Impactnumber, Lda., ambas com atuação no mercado da Ilha da Terceira, adicionando assim ao seu portefólio as seguintes representações: café "Sical", iogurtes "Danone", Gama Impulso da Mondelez Ibérica, Ferrero Rocher, e todo o portefólio das empresas de vinhos e bebidas espirituosas, Diageo Portugal e PrimeDrinks.

Face ao aumento do portefólio por via da aquisição deste negócio, a Repraçores S.A. adquire um novo armazém, ao lado do já existente no parque industrial da Praia da Vitória, ficando assim com duas instalações interligadas de armazenagem nesta ilha.